Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street fecha em queda com apenas o Dow Jones estável

Data de criação:

access_time 04/06/2020 - 18:33

Data de atualização:

access_time 04/06/2020 - 18:33
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A bolsa de Nova York fechou em queda nesta quinta-feira. O investidor seguiu olhando para as notícias corporativas e indicadores econômicos. O Dow Jones, que estava recuado, ficou estável perto do fechamento com as ações da Boeing.

Ao final, o Dow Jones ficou estável aos 26.281 pontos. O S&P ficou em queda de 0,34% aos 3.112 pontos. O Nasdaq ficou em queda de 0,69% aos 9.615 pontos.

O Dow Jones ficou estável nesta sessão com as ações da Boeing. A virada do mercado se deu com a cautela ante a pandemia, já que o otimismo da semana passada estava voltado para a reabertura da economia norte-americana e com as esperanças renovadas de medicamentos e vacina eficazes no combate do coronavírus.

Hoje, com a realidade um pouco mais dura, o relatório de pedidos iniciais de auxílio-desemprego tirou um pouco o apetite para o risco, bem como os números da oferta de vagas no setor privado. Para amanhã, o Departamento do Trabalho apresenta o Payroll, que é um verdadeiro raio X do mercado norte-americano.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego atingiram 1,9 milhão de trabalhadores na semana fechada em 30 de maio. Embora sombrios, os dados sugerem que a economia americana pode ter passado pelo pior impacto da pandemia de sua história.

O investidor americano também acompanhou a decisão do Banco Central Europeu, com a presidente, Christine Lagarde, afirmando que o BCE vai expandir o Programa de Compra de Emergência Pandêmica em € 600 bilhões, ou US $ 674,5 bilhões, com a extensão até junho de 2021 e reinvestirá em títulos até o final de 2022.

Entre as notícias corporativas, o destaque ficou com a Amazon.com, queda de 0,7% nas ações, com três funcionários processando o gigante alegando que as condições de trabalho colocaram eles e suas famílias em risco de contrair o coronavírus.

Entre as ações com ganhos no Dow Jones ficaram as da Boeing, alta de 6,43%, as da Travelers Cos, alta de 3,08%, as do Goldman Sachs, alta de 2,02%, e as da Caterpillar, alta de 1,47%. Na contramão ficaram as ações da Nike, queda de 2,72%, as da Visa Inc, alta de 1,64%, as da Microsoft, alta de 1,32%, e as da Procter&Gamble, queda de 2,09%.

Nos Estados Unidos, na semana que terminou em 30 de maio, os pedidos iniciais de auxílio-desemprego, com ajuste sazonal, ficaram em 1.877 milhão, queda de 249 mil em relação ao nível revisado da semana anterior.

A taxa de desemprego medida pelas solicitações, com ajuste sazonal, estava em 14,8% na semana encerrada em 23 de maio, alta 0,5 p.p em relação à taxa revisada da semana anterior.

Nos Estados Unidos, a produtividade do trabalho no setor empresarial não agrícola caiu 0,9% no primeiro trimestre de 2020, os dados são do Departamento de Estatísticas. A produção caiu 6,5% e as horas trabalhadas recuaram 5,6%. Do primeiro trimestre de 2019 ao primeiro trimestre de 2020, a produtividade aumentou 0,7%, refletindo nenhuma mudança na produção e uma diminuição de 0,7% nas horas trabalhadas.

Veja mais detalhes aqui

*Por Ivonéte Dainese com relatórios oficiais e agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?