Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street fecha em queda com Fed e pacote no radar

Data de criação:

access_time 28/07/2020 - 18:26

Data de atualização:

access_time 28/07/2020 - 18:26
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os investidores de Wall Street viram as ações caindo nesta terça-feira. As discussões entre republicanos e democratas sobre um segundo pacote de ajuda ante a pandemia de  coronavírus e os resultados corporativos no segundo trimestre ficaram no radar.

Ao final, o Dow Jones ficou em queda de 0,77% aos 26.379 pontos. O S&P ficou em queda de 0,65% aos 3.218 pontos. O Nasdaq ficou em queda de 1,27% aos 10.402 pontos.

Os investidores estavam gravitando sobre ações de empresas, que podem se beneficiar da recuperação econômica depois de sofrerem com a pandemia global.

O Federal Reserve iniciou reunião de política nesta terça-feira, mas provavelmente não deverá apresentar novidade. A atenção do investidor permanece na coletiva de imprensa do presidente Jerome Powell.

Enquanto isso, o número de os casos subiu para 4,29 milhões e o número de mortos atingiu 148.056. O Texas se tornou o quarto estado com mais de 400 mil casos, juntando-se à Califórnia, Flórida e Nova York. A contagem global de casos confirmados de COVID-19 subiu para 16,5 milhões na terça-feira, de acordo com dados agregados pela Universidade Johns Hopkins, enquanto o número de mortos subiu para 654.327.

Entre as ações com ganhos ficaram as da Norwegian Cruise Line Holdings, alta 6,27%, as da Regency Centers Corp, alta de 4,61%. As ações das companhias aéreas American subiram 3,33%, as da United ganharam 3,20% e as da Delta subiram 1,72%.

As ações da Pfizer Inc subiram 3,94%, com a companhia superando as expectativas de ganhos e receitas e elevando suas perspectivas para o ano inteiro.

Nos Estados Unidos, os índices S&P/Dow Jones divulgaram hoje os últimos resultados dos índices de preços dos imóveis, S&P CoreLogic Case-Shiller. Os dados divulgados hoje para maio de 2020 mostram que os preços das casas continuam a aumentar a uma taxa modesta.

O Índice Nacional de Preços da Habitação, que cobre todas as nove divisões do censo dos Estados Unidos, registrou um ganho anual de 4,5% em maio, ante 4,6% no mês anterior. As 10 cidades com o aumento anual composto ficaram em 3,1%, ante 3,3% no mês anterior. Em até as 20 cidades, o índice composto registrou um ganho de 3,7% ano a ano, abaixo dos 3,9% no mês anterior.

Nos Estados Unidos, o índice Conference Board de Consumo Confidente diminuiu em julho, depois de aumentar em junho. O índice agora está em 92,6, abaixo dos 98,3 de junho. O Índice da Situação Atual – baseado na avaliação dos consumidores sobre as condições atuais dos negócios e do mercado de trabalho – melhorou de 86,7 para 94,2. No entanto, o Índice de Expectativas – baseado nas perspectivas de curto prazo dos consumidores para renda, negócios e condições do mercado de trabalho – diminuiu de 106,1 em junho para 91,5 neste mês.

*Por Ivonéte Dainese de relatórios oficiais e com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?