Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street fica de lado com notícias corporativas e Trump no pano de fundo

Data de criação:

access_time 18/12/2019 - 18:49

Data de atualização:

access_time 18/12/2019 - 19:49
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A bolsa de Nova York fechou em queda nesta quarta-feira. Apesar do ganho do Nasdaq, os investidores ficaram atentos para o noticiário político e ainda com cautela sobre o acordo comercial entre a China e os Estados Unidos.

Ao final, o Dow Jones ficou em queda de 0,10% aos 28.239 pontos. O S&P também ficou em queda de 0,04% aos 3.191 pontos. O Nasdaq ficou estável 0,05% aos 8.827 pontos.

Os investidores descobriram poucas razões para elevar as ações, sem um acordo sino-americano concreto na “Fase 1”. De acordo com os representantes das duas nações, o acordo deverá ser assinado em janeiro.

Entre as notícias corporativas ficou a FedEx, queda de 10%, depois de ter divulgado lucros fiscais no segundo trimestre e uma perspectiva que ficou aquém das previsões de Wall Street.

Enquanto isso, o Congresso dos Estados Unidos debate o processo de impeachment de Donald Trump, mas os mercados ignoraram a discussão histórica porque não é esperado que resulte na remoção do presidente do cargo.

Hoje, as duas gigantes Peugeot e a Fiat Chrysler Automobiles anunciaram a fusão num negócio de US$50 bilhões. As ações da PSA subiram 1,3% e o Fiat Chrystler caíram 0,5%.

Entre as ações com ganhos no Dow Jones ficaram as da Boeing Co, ganho de 1,13%, Nike Inc , alta de 0,92%, UnitedHealth Group Inc, alta de 0,84%. Na contramão estavam as ações do JPMorgan Chase, queda de 0,10% e as da Microsoft Group, queda de 0,21%.

No S&P, as ações da Leidos Holsdings Inc, alta de 4,53%, as da Corteva Inc, alta de 3,92% e as da Wynn Resorts, alta de 3,90%. Na contramão, as ações da FedEx Corp, queda de 10,03%, Unum Group, queda de 2,92% e as da Ulta Beauty Inc, queda de 2,30%.

No Nasdaq ficaram com ganhos as ações da Mirum Pharmaceuticals Inc, alta de 44,09%, as da Reed’s Inc, alta de 30,35% e as da Inpixon, alta de 29,91%. Na contramão ficaram as ações da Akorn Inc, queda de 27,72%.

Nos Estados Unidos, as entradas de insumos nas refinarias de petróleo ficaram na média de 16,6 milhões de barris por dia durante a semana encerrada em 13 de dezembro de 2019, que eram 35 mil barris por dia a menos que a média da semana anterior. Os dados são da Agência de Energia dos Estados Unidos.

Os estoques comerciais de petróleo bruto dos Estados Unidos, excluindo os da Reserva Estratégica, caíram em 1,1 milhão de barris em relação à semana anterior, ou seja, abaixo da estimativa de 1,5 milhão de barris. Em 446,8 milhões de barris, os estoques de petróleo bruto estão cerca de 4% acima da média de cinco anos para esta época do ano. O estoque total de petróleo comercial diminuiu na semana passada em 0,9 milhões de barris.

Tradução ID com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?