Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street recua com incertezas sobre o acordo fiscal

Data de criação:

access_time 21/10/2020 - 19:15

Data de atualização:

access_time 21/10/2020 - 19:15
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O dia começou no azul na bolsa de Nova York, porém, as incertezas sobre o acordo de estímulo fiscal pesaram mais uma vez no humor dos investidores de Wall Street e os índices recuaram. O temor é de que a ajuda emergencial só será liberada depois das eleições de 03 de novembro.

Ao final, o Dow Jones ficou em queda de 0,35% aos 28.210 pontos. O S&P ficou em queda de 0,22% aos 3.435 pontos. O Nasdaq caiu 0,28% aos 11.484 pontos.

Sem saída por mais um dia, os membros do Congresso e a Casa Branca não conseguem chegar a um denominador comum sobre os valores. Nesta quarta-feira, nem mesmo os resultados mais positivos das empresas na temporada de balanços do terceiro trimestre conseguiram animar os negócios.

Os sinais mais positivos do Federal Reserve, que divulgou o Livro Bege, também ficaram de lado. O compilado de 12 Distritos analisados pelo Fed mostrou que a maioria das regiões dos Estados Unidos apresenta crescimento entre leve e moderado na atividade econômica.

Já sobre o pacote, o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, supostamente exortou os republicanos e a Casa Branca a não fazerem um grande acordo com os democratas antes da eleição de 3 de novembro, de acordo com a imprensa.

Mas ambos os lados minimizaram a necessidade de uma votação antes do dia da eleição, isso depois que a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, voltaram a falar sobre o tema nesta quarta-feira.

A temporada de relatórios de lucros corporativos dos Estados Unidos também continua em pleno andamento, com alguns decepcionando.

A Netflix Inc, por exemplo, com ações recuadas em 6,92%, viu os resultados financeiros abaixo das estimativas. Os números apresentados ontem depois do fechamento mostraram a queda de novos assinantes e uma grande perda de lucros. As ações da gigante do streaming de vídeo caíram, mas ainda estão valorizadas em mais de 50% no ano. Os bloqueios pandêmicos alimentaram a demanda.

As ações da AstraZeneca recuaram 1,2%, depois que as autoridades de saúde brasileira disseram nesta quarta-feira que um voluntário para o ensaio clínico da vacina candidata COVID-19 desenvolvida com a Oxford University morreu, de acordo com a Reuters.

Nos Estados Unidos não foram apresentados indicadores.

*Por Ivonéte Dainese de relatórios oficiais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?