Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street renova queda com ações de tecnologia

Data de criação:

access_time 03/03/2021 - 19:49

Data de atualização:

access_time 03/03/2021 - 19:49
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices de Wall Street renovaram as perdas nesta quarta-feira (03/03). Os investidores avaliaram o otimismo em relação à ampla reabertura de negócios pós-pandemia com as preocupações de superaquecimento econômico.

Ao final, o Dow Jones caiu 0,39% aos 31.270 pontos. O S&P ficou em queda de 1,31% aos 3.819 pontos. O Nasdaq caiu 2,70% aos 12.997 pontos.

Por mais uma sessão, as ações de tecnologia entraram em liquidação e puxaram o Nasdaq para uma queda de quase 3%. As ações das companhias aéreas, linhas de cruzeiros e de hotéis subiram com as declarações do governo Joe Biden para as metas de vacinação e compra de mais vacinas.

Os yields do Tesouro avançaram na curva e a nota de 10 anos ficou em 1,5%. O humor também azedou com o relatório ADP de fevereiro. O relatório é medido pela folha de pagamento no setor privado e foi decepcionante.

O presidente Joe Biden disse que os Estados Unidos agora esperam ter vacinas COVID-19 suficientes para todos os adultos até o final de maio, antecipando essa meta em dois meses completos em relação à previsão anterior do governo.

A farmacêutica Merck deve ajudar a produzir a vacina contra a COVID-19 de dose única da Johnson & Johnson, que foi autorizada no último fim de semana, o que vai ajudar a acelerar o ritmo de vacinação naquele país.

Por fim, o Senado está debatendo os pontos do pacote de US $ 1,9 trilhão. A pressa é de que o alívio venha antes do final de março.

Entre as ações com ganhos no Dow Jones ficaram as da Boeing, alta de 2,43%, as da American Express, alta de 2,40%, as do JP Morgan, alta de 1,93%, e as da Chevron, alta de 1,12%. Na contramão ficaram as ações da Saleforce, queda de 3,50%, as da Microsoft, queda de 2,70%, as da Apple, queda de 2,45%, e as da Nike, queda de 2,01%.

Nos Estados Unidos, o relatório ADP, que é derivado dos dados reais da folha de pagamento no setor privado, revelou que entre janeiro e fevereiro as empresas adicionaram 117 mil posições. O relatório foi apresentado nesta quarta-feira (03/03).

A oferta ficou abaixo das 225 mil nas previsões de economistas consultados pela Dow Jones. O total representou a queda acentuada dos 195 mil empregos revisados para cima em janeiro.

Nos Estados Unidos, a atividade econômica no Setor de Serviços cresceu em fevereiro pelo nono mês consecutivo. O indicador ficou em 55,3%, mas abaixo em 3,4 pontos percentuais de janeiro em 58,7%, conforme mostrou o ISM Report On Business.

*Por Ivonéte Dainese com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?