Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street segue devagar com processo de impeachment de Trump no radar

Data de criação:

access_time 21/01/2020 - 14:30

Data de atualização:

access_time 21/01/2020 - 14:30
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A bolsa de Nova York opera perto da estabilidade no começo da tarde desta terça-feira, com os investidores retornando do feriado do Dia de Martin King Luther Jr.. As atenções estão voltadas para a questão política, para a temporada de balanços e as infeções de pessoas na China.

Há pouco, o Dow Jones estava em queda de 0,07% aos 29.329. O S&P segue em queda de 0,05% a 3.328. O Nasdaq estava em alta de 0,03% a 9.392.

As atenções estão votadas para os balanços das grandes empresas nesta temporada do quarto trimestre de 2019. Além disso, surgiram novas preocupações sobre o lento crescimento econômico fora dos Estados Unidos e o início de um julgamento de impeachment do presidente Donald Trump.

Ontem, o Fundo Monetário Internacional (FMI) rebaixou a previsão de crescimento econômico global de 3,4% para 3,3% em 2020, com a organização projetando que a economia norte-americana poderá crescer 2,0% neste ano, um corte de 0,1 pontos percentuais em comparação com previsão de outubro de 2019 do FMI.

Enquanto isso, o julgamento de impeachment do presidente Donald Trump começará tecnicamente hoje, com o senador majoritário, Mitch McConnell, enviando uma proposta que poderia resultar em um julgamento rápido e possivelmente Trump sendo absolvido. Com isso, os mercados descartaram o impeachment porque os investidores veem uma baixa probabilidade de Trump ser destituído do cargo após o julgamento no Senado.

Já o presidente reforçou o desempenho da economia norte-americana em um discurso em Davos, na Suíça, dando início a uma importante reunião de líderes empresariais no Fórum Econômico Mundial. “Tenho orgulho de declarar que os EUA estão no meio de um boom econômico do tipo que o mundo nunca viu”, disse Trump. “A recuperação econômica da América não foi nada menos que espetacular”.

Para completar, a China novamente está no foco global com o avanço de pessoas infectadas pelo Coronavírus. O temor é de uma epidemia que possa comprometer o desenvolvimento econômico asiático.

No Dow Jones, entre as  ações om ganhos estavam as da Intel Corp, avançando 2,31%, as da Visa Inc., ganhando 1,58% e as da Johnson&Johnson, alta de 0,49%. Na contramão estavam as ações do JPMorgan Chase, queda de 0,17% e as da Wali Disney Co., queda de 0,41%.

Walt Disney & Co. já tem data para o lançamento de seu serviço de streaming Disney + na Europa, 24 de março, estabelecendo o preço de € 6,99 por mês.

As ações da Boeing Co. caíam 0,46%, depois de notícias de que a empresa aeroespacial está em negociações para “garantir um empréstimo de US $ 10 bilhões ou mais”, segundo um relatório da CNBC. A empresa enfrenta custos crescentes relacionados às consequências de dois acidentes fatais em seus aviões 737 Max.

No Canadá, as vendas de manufatura caíram 0,6%, para US $ 57,0 bilhões em novembro, a terceira queda mensal consecutiva. As vendas mais baixas nas indústrias primárias de metal, química e alimentos foram parcialmente compensadas por maiores vendas nas indústrias de transporte e metal fabricado. As vendas caíram em 11 dos 21 setores, representando 55,0% do total de vendas de manufaturas. As vendas de bens não duráveis caíram 1,3%, para US $ 27,0 bilhões, enquanto as vendas de bens duráveis não foram alteradas. As vendas de metais primários caíram 11,7%, para US $ 3,8 bilhões em novembro, a maior queda mensal desde dezembro de 2008. Os números são do Departamento de Estatísticas Canadense.

A agenda norte-americana está vazia.

Tradução ID de agências e relatórios internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?