Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street sustenta alta com pacote fiscal de US$1,9 trilhão

Data de criação:

access_time 01/03/2021 - 19:30

Data de atualização:

access_time 01/03/2021 - 19:30
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A bolsa de Nova York  fechou em alta nesta segunda-feira (01/03), com a recuperação de liquidações da semana passada. Os investidores ficaram concentrados nas vacinas e também na aprovação do pacote fiscal de US$1,9 trilhão proposto pelo presidente Joe Biden.

Ao final, o Dow Jones ficou em alta de 1,95% aos 31.535 pontos. O S&P subiu 2,38% aos 3.901 pontos. O Nasdaq subiu 3,01% aos 13.588 pontos.

O presidente Joe Biden obteve sua primeira vitória com a Câmara dos Representantes aprovando seu pacote de US $ 1,9 trilhão no sábado (27). O projeto agora segue para o Senado.

Já os rendimentos dos títulos recuaram, depois dos avanços nas últimas semanas de fevereiro pesando nas ações. As expectativas de inflação estão elevadas, depois que os dados recentes apontaram para uma retomada econômica. Com isso, o grande temor permanece com uma possível mudança de decisão por parte do Federal Reserve.

Hoje, o rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos caiu para 1,45% depois de atingir a maior alta em um ano de 1,61%.

Ainda nesta segunda-feira, os indicadores apresentados ficaram entre os destaques do dia, com a China em ligeira contração na produção industrial.

O ponto brilhante ficou mesmo com a Johnson & Johnson, com ganho de 0,54%, depois de iniciar as vendas de sua vacina de dose única nos Estados Unidos. Com isso, a gigante farmacêutica se torna a terceira habilitada para vender a vacina contra a Covid-19 para aquele país.

Entre as ações com ganhos ficaram as da Boeing, alta de 2,34%, as do JP Morgan, alta de 2,26%, as da Nike, alta de 2,13%. As ações das empresas de commodities, dos bancos, de saúde e de alimentos também puxaram o Dow para cima.

Nos Estados Unidos, o índice PMI de Manufatura IHS Markit, ajustado, ficou em 58,6 em fevereiro, queda ante a alta de 59,2 em janeiro, mas em linha com a estimativa ‘flash’ de 58,5. A melhoria acentuada na saúde do setor manufatureiro foi o segundo mais forte em quase 11 anos.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios e agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?