Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street volta para o azul na reta final das negociações

Data de criação:

access_time 30/12/2020 - 19:43

Data de atualização:

access_time 30/12/2020 - 19:43
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices de peso de Wall Street renovaram os ganhos na reta final das negociações desta quarta-feira (30). O resultado deverá ser mantido amanhã, com a bolsa de Nova York fechando mais cedo.

Ao final, o Dow Jones subiu 0,24% a 30.409 pontos. O S&P ficou em alta de 0,13% aos 3.732 pontos. O Nasdaq subiu 0,13% a 12.870 pontos.

O bom humor ficou com as notícias cada vez mais positivas sobre as vacinas contra o coronavírus, como por exemplo a da AstraZeneca (AZN) já sendo autorizada no Reino Unido.

Nesta sessão, as expectativas de que o cheque de estímulo seria de US$2.000 diminuíram com o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, bloqueando a votação. McConnell apresentou um projeto de lei que vinculava o aumento dos cheques à remoção de proteções para empresas de mídia social e um estudo sobre segurança eleitoral, escreveu a Reuters.

Sobre as vacinas, o Reino Unido aprovou o uso emergencial da vacina produzida pela AstraZeneca com a Universidade de Oxford, que começará a ser administrada na segunda-feira (04). Porém, a cautela foi despertada com a nova cepa do coronavírus sendo detectada nos Estados Unidos, mais precisamente no Colorado.

Entre as ações com ganhos no Dow Jones ficaram as do Walt Disney, alta de 2,18%, as da Caterpillar, alta de 1,92%, as da Visa, alta de 1,86%, e as da American Express, alta de 1,09%.

Nos Estados Unidos, o déficit comercial internacional foi de US$ 84,8 bilhões em novembro, alta de US$ 4,4 bilhões ante US$ 80,4 bilhões em outubro.

As exportações de bens em novembro foram de US $ 127,2 bilhões, US $ 1,1 bilhão a mais do que as exportações de outubro. Importações de bens em novembro foram de US $ 212,0 bilhões, US $ 5,5 bilhões a mais que as importações de outubro. Os dados são do Census e foram apresentados hoje.

Nos Estados Unidos, Clima de Negócios de Chicago subiu para 59,5 em dezembro. Ao longo do quarto trimestre como um todo, o sentimento dos negócios se recuperou ainda mais para 59,6, a leitura mais forte desde o quarto trimestre de 2018.

Entre os cinco principais indicadores, o emprego viu o maior ganho mensal, seguido por pedidos em atraso. Os novos pedidos registraram queda de 2 pontos, enquanto a produção subiu 1,1 ponto com o aumento da atividade de negócios. Em uma base trimestral, os novos pedidos e a produção saltaram para uma alta de 2 anos, empurrando os índices para 61,0 e 61,6, respectivamente.

Nos Estados Unidos, as vendas de casas pendentes caíram em novembro, de acordo com a National Association of Realtors. O indicador de vendas de casas baseado em assinaturas de contratos, caiu 2,6% para 125,7 em novembro, o terceiro mês consecutivo de declínio. Em relação ao mesmo período do ano anterior, as assinaturas de contratos cresceram 16,4%. Um índice de 100 é igual ao nível de atividade contratual em 2001.

*Por Ivonéte Dainese

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?